Abraço da Madeira 04 – Em dia de festa todo dia chorei por ti

Abracomadeira

A 21 de Janeiro de 1921, Maria da Conceição Teixeira dos Santos escreve para o marido, Francisco dos Santos. Ela vive no Lugar de Baixo, ele está ausente no Curaçao. A festa ainda estava fresca na memória e Conceição não esconde a felicidade de ter recebido carta dele na oitava do meio mas também não consegue disfarçar a saudade:
– pois em dia de festa todo dia chorei por ti apesar de nada me ter faltado para esse dia mas não tive alegria porque senti muito a tua falta porque o cantinho que tu ocupavas na meza estava vazio…

Abraço da Madeira de 28 Fev 2016 – RTP Play – RTP


Descarregar a crónica em PDF

Comentários

comentários

Acerca do Autor

Cláudia FariaMestre em Cultura e Literatura Anglo-Americanas. Membro do CETAPS ( Lisboa) e IABA Europe. As áreas de interesse são as relações anglo-madeirenses, a literatura de viagens, a escrita do eu, diários, (auto)biografias. Professora do ensino básico e secundário destacada no Centro de Estudos de História do Atlântico.Ver todos os posts por Cláudia Faria →

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

SRTC | DRC | CEHA | Madeira