Abraço da Madeira 06 – Uma rapariga igual às outras

Abracomadeira

M vivia no campo. M era uma rapariga igual a tantas outras da ilha. Mas, tinha um sonho. Queria ser alguém na vida. Queria estudar. Os pais fizeram o esforço, afinal seria um grande orgulho. M veio para a cidade estudar e tornou-se professora. Gostava da sua profissão. Acompanhava as crianças, via-as chegar sem saber ler nem escrever e passadas as primeiras semanas já reconheciam as letras. Não havia satisfação maior.

Abraço da Madeira de 13 Mar 2016 – RTP Play – RTP


Descarregar a crónica em PDF

Comentários

comentários

Acerca do Autor

Cláudia FariaMestre em Cultura e Literatura Anglo-Americanas. Membro do CETAPS ( Lisboa) e IABA Europe. As áreas de interesse são as relações anglo-madeirenses, a literatura de viagens, a escrita do eu, diários, (auto)biografias. Professora do ensino básico e secundário destacada no Centro de Estudos de História do Atlântico.Ver todos os posts por Cláudia Faria →

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

SRTC | DRC | CEHA | Madeira