Num almanaque: a vida….

Estamos em 1953. Um Almanaque Popular serve de diário pessoal de uma mulher. Nele, a lápis, numa letra corrida, informações, recados, reflexões, desabafos, promessas, apontamentos avulsos que apontam quotidianos.

Comentários

comentários

Acerca do Autor

GMProfessor do Ensino Básico, é licenciado em Ciências da Educação com uma pós graduação em Estudos Políticos e Sociais. Foi jornalista em vários órgãos de comunicação social regionais e nacionais. É autodidata em artes gráficas e desenho de páginas web.Ver todos os posts por GM →

Deixar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

SRTC | DRC | CEHA | Madeira