Porto Santo [Trabalho de campo]

PortoSanto BrunoVelosa

O Memória foi lá. A uma ilha que nem sempre foi dourada. Ouvir histórias que nem sempre tiveram finais felizes.

Entrevistamos gente em mobilidade: Londres, Paris, Toronto. Soubemos de histórias de dores e de dificuldades e de histórias de sucesso.

Destas conversas, uma recordação: uma fotografia do Clube Português de Londres que tem ajudado os madeirenses a não perder a sua ligação à terra.

portosanto-brunovelosa

Doação de Bruno Velosa

Algumas conclusões: que a ilha não oferece oportunidades; que a Madeira tem-se esquecido que ela existe para além do verão; que é preciso arriscar lá fora; que a Venezuela não tem sido o país de eleição; que regressam porque o Porto Santo – apesar de tudo –  ainda é um paraíso para se criar os filhos.

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Comentários

comentários

Acerca do Autor

Graça AlvesLicenciada em Línguas e Literaturas Modernas, é professora do ensino Secundário e tem participado em diversos projetos literários. Está destacada no Centro de Estudos de História do Atlântico, onde tem desenvolvido trabalhos ligados à literatura e às histórias de vida.Ver todos os posts por Graça Alves →

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

SRTC | DRC | CEHA | Madeira