Um postal de Boas Festas

Algures no meio de África rapazes vindos de todo o Portugal lutavam numa Guerra … a do Ultramar … o mais importante era voltar vivo para juntos dos seus. Com o chegar de Dezembro, as saudades apertavam de tal modo que muitos preferiam se embebedar para evitar pensar no presépio… na árvore de Natal …na consoada…na missa do Galo…na família toda reunida. Outros, escreviam compulsivamente para casa, pedindo novidades e contando de como ali,no meio do mato, tudo era diferente … Francisco Dantas mandou um postal de Boas Festas para a Madeira, para a sua família. Ficou guardado até hoje… são assim as coisas da memória …foto34 

Comentários

comentários

Acerca do Autor

Cláudia FariaMestre em Cultura e Literatura Anglo-Americanas. Membro do CETAPS ( Lisboa) e IABA Europe. As áreas de interesse são as relações anglo-madeirenses, a literatura de viagens, a escrita do eu, diários, (auto)biografias. Professora do ensino básico e secundário destacada no Centro de Estudos de História do Atlântico.Ver todos os posts por Cláudia Faria →

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

SRTC | DRC | CEHA | Madeira