Um tesouro

[excerto de uma carta de Maria da Conceição XX ao marido emigrado no Curaçao.]

Lugar de Baixo, 16 de Junho de 1930
Meu querido e para mim sempre lembrado marido do meu saudoso coração…..

(…)

2

No dia nove de Outubro
Ultima vez que te vi
Jurei no meu coração
de acabar e morrer por ti
3
Não pences por estar longe
Que de ti me hei de esquecer
Quanto mais longe estiveres
Mais amôr te hei de ter
7
Tenho-te todo na ideia
Nos meus olhos retratados
Assim te trago em meu peito
No coração encerrado
8
Não há hora nem estante
Que me vães do pensamento
Escreve-me todos os mezes
Dá allivio ao meu tormento
13
Recomendo a Sam Francisco
E ao pae do ceu adorado
Para levar esta carta
Ás tuas mãos meu amado.

Maria da Conceição….

( transcrito conforme o original)

Comentários

comentários

Acerca do Autor

GMProfessor do Ensino Básico, é licenciado em Ciências da Educação com uma pós graduação em Estudos Políticos e Sociais. Foi jornalista em vários órgãos de comunicação social regionais e nacionais. É autodidata em artes gráficas e desenho de páginas web.Ver todos os posts por GM →

Deixar resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

SRTC | DRC | CEHA | Madeira