Newsletter 67: Dia Internacional das Histórias de Vida

Newsletter 67: Dia Internacional das Histórias de Vida

O dia Internacional das Histórias de Vida foi institucionalizado em 2008, pela Rede Internacional ...

Ler Mais

Newsletter 66: Há mouro na costa…

Newsletter 66: Há mouro na costa…

Serve esta expressão popular para fazer memória de muitas dores do Porto Santo, das investidas de ...

Ler Mais

Newsletter 65: Um lugar de Colombo  e outras histórias

Newsletter 65: Um lugar de Colombo e outras histórias

Cristóvão Colombo inscreveu o seu nome na História do Porto Santo. Quem foi esta personalidade? ...

Ler Mais

Newsletter 64: (entre santos de vestir,  o Porto Santo e a África do Sul)

Newsletter 64: (entre santos de vestir, o Porto Santo e a África do Sul)

Fevereiro encheu de histórias o nosso trabalho. E de memórias. E de silêncios. Fomos à procura ...

Ler Mais

Newsletter 63 – Porto Santo: 600 anos

Newsletter 63 – Porto Santo: 600 anos

Sobre comemorações “A história não é comemoração, nada tem que ver com comemorações, é ...

Ler Mais

Newsletter 62: Sobre Meninos Jesus

Newsletter 62: Sobre Meninos Jesus

Na Festa, as casas madeirenses transfiguram-se. Cedo. Para que o espírito de Natal vá chegando, ...

Ler Mais

Descobrir!

Memória das Gentes que fazem a História.

roma-fruto450x338Como [se fosse] uma romã

A romã é a Memória das gentes, das Mobilidades e da Autonomia. Una, coroada, é composta por uma multiplicidade de sementes que se guardam em bolsas individuais (histórias de vida), ligadas entre si, por uma membrana branca (documentos e registos) que as organiza.
Cada pessoa, com a sua história, com os retratos, os objetos e os documentos que foi guardando, ao longo da vida, contribui para esta Memória coletiva. A casca da romã transforma-se, então, num guarda-memória das memórias das gentes. Só então, a História fica completa, porque com gente dentro e com alma dentro da gente.
Ver


Memória: Um projeto com três dimensões

MEMÓRIA (das gentes que fazem a História) dá protagonismo ao indivíduo, enquanto agente do processo histórico. Preservar e transmitir valores e experiências, salvaguardando a memória individual e coletiva constitui a missão de fixar este registo nas páginas da História da Madeira.

Ver

9ilha-logo-250x250

NONA ILHA é o registo da diáspora dos madeirenses e dos porto-santenses. Estamos a reunir, registar e guardar histórias de vida, cartas, postais, fotografias, documentos. Da união entre os que partiram e os que ficaram é possível criar uma sociedade diferente, onde todos têm lugar.

Ver

autonomia_logo

Memória da AUTONOMIA regista e salvaguarda os testemunhos e as vivências dos madeirenses, de ontem e de hoje. Perpetuar essas vozes e anseios é um dever de todos. A História da Autonomia faz-se a cores, com pessoas, sentimentos, desejos e também desilusões.

Ver

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Clandestinos

0004 2528null 2529

Às vezes, era uma aventura; muitas vezes,   desespero… Às vezes, dava certo; outras vezes, eram apanhados e presos… Às vezes, …

Ler Mais

Afinal, não era o El-Dorado

Jorge 2BRamos

  Tinha quinze anos quando se casou. O noivo regressou para a Venezuela onde vivia desde criança, deixando-a menina casada, …

Ler Mais

As Fronteiras da Mobilidade

DSC 1543

Nos dias 12 e 13 de novembro estivemos a debater as Fronteiras da Mobilidade … as portas estiveram abertas … …

Ler Mais

Amanhã

Convite

A ENTRADA É LIVRE! CONTAMOS CONSIGO.

Ler Mais

Colóquio : As fronteiras da Mobilidade

Convite 1

Dias 12 ( amanhã) e 13 de novembro, com início às 9.30h, no CEHA, Rua das Mercês, n.º 8 A …

Ler Mais

Newsletter 36. Mobilidades

Memoria News 36

“Na fronteira das mobilidades, naquele lugar exato onde o partir e o chegar se encontram, num tempo presente, com representações …

Ler Mais

A Casa do Penedo

DSC 1317

A porta está sempre aberta … entrámos  …. o mirante tirou-nos a respiração … deixámos-nos ficar … assim… sem mais …

Ler Mais

é tempo de tapar o vinho

DSC 1374

Ontem fomos para o Norte .  O sol brilhava desembaraçado.As folhas da vinha já perderam a sua cor vinhática, fazendo …

Ler Mais

ainda se lembram?

WP 20151101 13 59 49 Pro

…..ontem foi dia de Pão-Por-Deus … e de repente, as cascas das nozes transformaram-se em grilinhos… 

Ler Mais

POR FALAR EM INVEJIDADE…

Foto

Estamos dentro da cidade. As portas abrem-nos histórias de outras arquiteturas. Espreitamos. Não resistimos a olhar para dentro das coisas.No …

Ler Mais