Newsletter 64: (entre santos de vestir,  o Porto Santo e a África do Sul)

Newsletter 64: (entre santos de vestir, o Porto Santo e a África do Sul)

Fevereiro encheu de histórias o nosso trabalho. E de memórias. E de silêncios. Fomos à procura ...

Ler Mais

Newsletter 63 – Porto Santo: 600 anos

Newsletter 63 – Porto Santo: 600 anos

Sobre comemorações “A história não é comemoração, nada tem que ver com comemorações, é ...

Ler Mais

Newsletter 62: Sobre Meninos Jesus

Newsletter 62: Sobre Meninos Jesus

Na Festa, as casas madeirenses transfiguram-se. Cedo. Para que o espírito de Natal vá chegando, ...

Ler Mais

Newsletter 61: A Venezuela entre o presente e o passado

Newsletter 61: A Venezuela entre o presente e o passado

É incontestável que, no quadro histórico das mobilidades madeirenses, a Venezuela foi um dos ...

Ler Mais

Newsletter 60: Patrimónios

Newsletter 60: Patrimónios

Estivemos nos Açores. Participamos no I ENCONTRO DE BOAS PRÁTICAS EM INVENTÁRIO MUSEOLÓGICO – ...

Ler Mais

Newsletter 59: Madeira e Gibraltar

Newsletter 59: Madeira e Gibraltar

O Projeto Memória das Gentes que fazem a História, enquanto guardião das histórias de vida que ...

Ler Mais

Descobrir!

Memória das Gentes que fazem a História.

roma-fruto450x338Como [se fosse] uma romã

A romã é a Memória das gentes, das Mobilidades e da Autonomia. Una, coroada, é composta por uma multiplicidade de sementes que se guardam em bolsas individuais (histórias de vida), ligadas entre si, por uma membrana branca (documentos e registos) que as organiza.
Cada pessoa, com a sua história, com os retratos, os objetos e os documentos que foi guardando, ao longo da vida, contribui para esta Memória coletiva. A casca da romã transforma-se, então, num guarda-memória das memórias das gentes. Só então, a História fica completa, porque com gente dentro e com alma dentro da gente.
Ver


Memória: Um projeto com três dimensões

MEMÓRIA (das gentes que fazem a História) dá protagonismo ao indivíduo, enquanto agente do processo histórico. Preservar e transmitir valores e experiências, salvaguardando a memória individual e coletiva constitui a missão de fixar este registo nas páginas da História da Madeira.

Ver

9ilha-logo-250x250

NONA ILHA é o registo da diáspora dos madeirenses e dos porto-santenses. Estamos a reunir, registar e guardar histórias de vida, cartas, postais, fotografias, documentos. Da união entre os que partiram e os que ficaram é possível criar uma sociedade diferente, onde todos têm lugar.

Ver

autonomia_logo

Memória da AUTONOMIA regista e salvaguarda os testemunhos e as vivências dos madeirenses, de ontem e de hoje. Perpetuar essas vozes e anseios é um dever de todos. A História da Autonomia faz-se a cores, com pessoas, sentimentos, desejos e também desilusões.

Ver

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Outra “doação”

( A cena desenrola-se na esquina de uma rua com diversas casas) Assim começa o primeiro quadro da revista “É …

Ler Mais

a casa onde nasci ….

– Gosto de saber que a casa onde nasci e vivi…. ainda existe … não gostava de lá voltar pois …

Ler Mais

É PRECISO NÃO ESQUECER

Joel tem a guerra guardada dentro da voz. Entre a emoção e o sorriso fala da Guiné, do serviço militar …

Ler Mais

Sobre retratos, memórias e esperanças

(…)   – Da última vez que o fui ver, ele entregou-me esta fotografia  Era um retrato velho, a preto …

Ler Mais

mais uma história do calhau … o Anão…

Chama-se Duílio, por causa de um vapor. Os mais velhos ainda o conhecem como o Anão, um dos miúdos damergulhança …

Ler Mais

Newsletter 4

E já cá está a  nova Newsletter!!!! Espreitem lá!!!!! https://www.box.com/s/0y1x3bzr8dp6zznbyrso

Ler Mais

O MUNDO À JANELA

– Nasci nesta casa. De volta à Rua de Santa Maria, L. percorre a calçada, a lembrar a infância, as …

Ler Mais

Mais histórias do calhau….

Hoje o dia começou cedo!!! Às 7.30h o encontro estava marcado. Em frente à Sé! O senhor Augusto António ( …

Ler Mais